Onde está seu nível de consciência?

“O maior favor que você pode fazer ao mundo é aumentar o seu nível de consciência”.

Às voltas com assuntos relacionados ao desenvolvimento humano, fiquei intrigado com essa frase do psiquiatra americano, David Hawkins, pesquisador há décadas de um tema bastante controverso na comunidade científica: o desenvolvimento da consciência. Ele é autor do livro “Power vs Force – The Hidden Determinants of Human Behavior” (disponível também em Português, de Portugal).

Mas, o que está por detrás da consciência? Reconheço que ainda preciso me aprofundar bastante para explorar esta pergunta em um texto rápido.

O meu viés será mais prático.

O quanto você tem consciência de suas escolhas? O quanto você tem clareza sobre sua motivação?

Temos acompanhado nas últimas semanas um debate envolvendo várias lideranças globais. O que está em jogo? O desenvolvimento de um país e o futuro da natureza.

De acordo com a evolução das discussões até o momento, duas aspirações genuínas se transformaram em posições fixas, ou melhor, antagônicas. Desejar um compromete o outro. Será mesmo?

Não tenho pretensão de simplificar a solução de um problema que envolve interesses, paixões, opiniões e, cada vez mais, dados. Aliás, a negociação para um desfecho positivo envolve o melhor da Diplomacia, e caso isso ocorra, vira case de HARVARD seguramente.

Mas, para fins ilustrativos do tema deste texto, vamos focar no pedaço de floresta de cada um, ou melhor, no seu jardim.

Imagine que uma obra do vizinho esteja comprometendo a estética e saúde do seu microcosmo da natureza. Por exemplo, um muro de concreto levantado do outro lado do terreno impede a livre circulação de insetos que polinizam as flores do seu jardim.

Não há nada de ilegal na construção do muro. Apenas um vizinho é mais urbano e não faz questão de uma presença tão forte do campo em sua casa, enquanto você valoriza a manifestação da natureza na sua essência.

Como você e seu vizinho podem chegar a um bom termo, ou melhor, a uma boa “cerca” entre os terrenos?

Imagine que você esteja movido por raiva ou preconceito ou orgulho ou remorso e queira ganhar essa disputa na força. Qual será a reação mais provável do outro lado?

Qual seria a resposta típica à manifestação de raiva? Ou, se é o orgulho de uma suposta posição superior a sua abordagem para o conflito, como responderá o seu vizinho? Ou, se for um remorso de uma relação mal resolvida com alguém de mesmos valores do que seu vizinho que direciona o seu comportamento, o que você vai “colher desse jardim”?

Raiva, orgulho, remorso são níveis de consciência que produzem campos de energia negativos segundo o psiquiatra americano. Representam força. E na Física Newtoniana, aprendemos que a cada ação existe uma reação.

A disputa é de força. À sua ação, corresponderá uma reação do seu vizinho.

Agora imagine que você esteja imbuído de coragem ou neutralidade ou tolerância ou boa vontade para resolver essa diferença com o seu vizinho. Que comportamento você irá promover nele com uma destas atitudes?

Como seu vizinho irá responder a sua coragem de ir visitá-lo em sua própria casa, conhecer sua realidade, falar de coisas que você tem de bom no seu terreno e reconhecer outras que ele tem de melhor?

Qual será a disposição dele em construir uma solução ganha-ganha se ele perceber neutralidade na abordagem ao problema? Não importa se mais urbana ou mais rural, você está genuinamente interessado em uma solução que agrade a ambos.

A boa vontade em dar a melhor solução para o jardim no meio das duas casas é visível no seu rosto. Você transmite otimismo de que o jardim ficará melhor depois desse evento. O que seu vizinho dirá? O que ele fará?

Coragem, neutralidade, tolerância, boa vontade são níveis de consciência que produzem campos de energia positivos. Seu efeito é de atração e não repulsão. Não há partes neste caso, mas um todo. Como o que quer um é o que deseja o outro, não há subtração nem divisão. Há soma e multiplicação. Isso é poder e não mais força!

Como você prefere resolver o problema do seu jardim? Pela força ou com poder?

Em que nível de consciência você se encontra nas diferentes áreas da vida? É força que você está exercendo ou é poder que você está emanando?

Isso pode fazer toda diferença na realização de seus objetivos e no progresso da humanidade. Acredite se quiser!

Gema-TW, transformamos potencial em resultados!