Quase lá!

Um TED Talk com quase 9 milhões de visualizações fala do poder de se acreditar no “quase lá”. Tal façanha é da psicóloga Carol Dweck, pesquisadora pioneira nos estudos sobre motivação e o que leva as pessoas ao sucesso.

Qualquer mente mais cartesiana tem enorme dificuldade em processar esse tipo de conteúdo. Falta lógica! Desafia a racionalidade!

Mas, não poderia ser diferente. O “quase lá” está no tempo futuro.

E como explicar o futuro? Como antecipar o futuro? Como construir o futuro que se almeja?

Não temos todas as ferramentas. Mas vale a pena usar aquelas que estão ao nosso alcance.

Sabe qual a ferramenta mais poderosa para se lidar com o “quase lá”? A comunicação.

Porque o “quase lá” pode ser interpretado como: “olhe o tanto que já andei” (foco no avanço) ou “veja o que falta para chegar lá” (foco no hiato).

Quem terá a maior energia para continuar AVANÇANDO na direção do “lá”? Resposta está dada na pergunta.

Ontem confesso que desejei que o mês de Fevereiro tivesse 31 dias. Cheguei a me convencer que um ano bissexto seria suficiente. Hoje ainda seria 29. E o resultado que almejava para o mês de Fevereiro teria se consumado. Mas, não foi o que aconteceu. O “quase lá” ficou distante no horizonte.

Mas, resolvi voltar o olhar para o início do mês e me dei conta do avanço ao longo dos 28 dias:

  • Um novo cliente corporativo conquistado
  • Conclusão do ciclo de desenvolvimento em nosso cliente principal (Autoavaliação da equipe + Avaliação dos sócios + Feedback + Construção dos Planos de Desenvolvimento)
  • Entrega de 2 novas propostas de trabalho com boas chances de conversão
  • Uma potencial parceria de trabalho em andamento
  • Evolução de clientes individuais nos seus planos de carreira

O “quase lá” está mais para “lá” do que para “quase”.

Isso gera confiança. E a confiança é a matéria-prima do sucesso.

Ocorre que confiança só vem depois de tomado o risco, do avanço apesar das incertezas, do medo superado.

Mas, qual será esse medo? Da Mudança.

Tememos a mudança porque achamos que não saberemos lidar com as novas condições, com o novo ambiente, com as novas pessoas com quem teremos que interagir. 

Mas, se temos certeza de algo nestes tempos modernos, é da MUDANÇA. Ela pertence ao futuro. Muitas não dependem de nós. Mas, há aquelas que só dependem de nós.

Por que procrastinamos quando já sabemos o que tem que ser feito?

MEDO DA MUDANÇA!

Qual é o seu antídoto? Comunicação! Ou melhor, comunique a ação!

Fale e faça, apesar do medo! 

E comemore o “quase lá”. É a garantia de que se está em movimento. O medo vai diminuindo e a confiança vai aumentando. E o Futuro? Ele vai ficando do jeito que se imaginou.

Ei, você empreendendo sua carreira, se balançou a cabeça positivamente para o parágrafo acima, quando lhe perguntarem na próxima conversa “como andam as coisas”, encha o peito e diga:

“Quase lá!”

Gema-TW

Transformamos Potencial em Resultados. Entregamos Alta Performance.